Uma das formas mais diretas de estar próximo do seu público e manter um relacionamento é através do e-mail marketing. Muitas empresas sabem disso e, provavelmente, seu cliente recebe muitos e-mails todos os dias. Como se destacar em meio a tantas mensagens? Não existe uma fórmula exata para isso, a solução, está nos testes A/B.

No marketing digital, a palavra de lei é “teste”. É dessa forma que é possível descobrir o que mais converte, o que mais agrada a sua persona e o que realmente funciona em uma campanha. Falando de e-mail marketing especificamente, é através do teste A/B que você vai conseguir entender o que é mais atraente para o seu mailing, aumentar sua taxa abertura, cliques e o ROI.

O que são os testes A/B

Os testes A/B são um método para testar uma hipótese sobre o comportamento da sua persona. Nos testes A/B, as pessoas são separadas em dois grupos aleatórios e, sem saber, são expostas a dois estímulos: um recebe o conteúdo original e o outro recebe a variação (que é o que você está testando).

Disparado seu teste, é só medir os resultados e ver qual dos dois teve a melhor taxa de conversão.

No e-mail marketing, essa variante pode estar no assunto, no corpo do e-mail, nas imagens etc. O ideal é que se faça uma análise para descobrir previamente o que pode ser melhorado e só então disparar os testes.

Por que fazer testes A/B pode melhorar o ROI

A possibilidade de saber diretamente do seu público o que é mais relevante e o que mais chama a atenção dele é o melhor caminho para fazer uma campanha de sucesso, nutrir leads e otimizar a conversão.

Se através de testes você consegue saber que headline chama mais atenção, que tipo de conteúdo é mais interessante e em qual horário sua taxa de abertura é maior, você elimina ao máximo os riscos, o que impacta diretamente no resultado final da sua campanha.

Como aplicar ao e-mail marketing

Primeiro, você precisa decidir o que irá testar. Não dá para fazer tudo ao mesmo tempo porque você não terá como saber exatamente o que converteu melhor.

Se decidir por testar mais de uma coisa, então faça uma parte de cada vez para garantir resultados mais precisos ao final. No e-mail marketing, existem muitas variantes que são importantes considerar:

Assunto: será mais curto ou mais longo? Mais agressivo ou mais sutil?
Conteúdo: você pode incluir alguns depoimentos de clientes satisfeitos na variante, ser mais detalhista e escrever mais ou ir direto ao ponto, usar um tom mais formal e outro mais descontraído, se vai ter imagens ou só texto.
Layout da mensagem: como seu e-mail estará diagramado? Uma coluna, duas?
Personalização: usar o nome das pessoas no assunto pode ajudar a aumentar a taxa de abertura, teste para descobrir como seu público prefere ser chamado, se é pelo primeiro nome, pelo nome completo etc.
Links: os links e os CTAs podem vir no corpo do texto, mas você também pode testar um botão e ver qual é mais atrativo.
Data e horário: se você faz os disparos pela manhã e seu destinatário costuma ler e-mails à noite, é provável que ele não veja o seu. Faça testes pela manhã, tarde e noite, além de variar também os dias da semana. Depois, teste horários diferentes no período de maior taxa de abertura.

Analisando resultados

Os seus resultados ficam em três categorias: a taxa de abertura, a taxa de cliques e a taxa de conversão na sua página.

Mesmo o seu site sendo uma variante fora do seu e-mail, é importante certificar-se que ele está alinhado com a promessa do seu e-mail. Se você está divulgando uma promoção, por exemplo, ela precisa estar visível no seu site, caso contrário, você perderá clientes.

Certifique-se de controlar a sua taxa de conversão de cada versão dos disparos para garantir que você não vai perder vendas.

E agora, pronto para enviar e-mails matadores com os testes A/B? Se você gostou deste post, compartilhe com seus amigos nas redes sociais!