Você já utiliza a estratégia de inbound marketing na sua empresa de tecnologia e comemora pelas ações terem ampliado o número de clientes e a popularidade da empresa na internet, certo?

Mas você entende exatamente como funciona o marketing de conteúdo e como a sua área de Marketing pode ajudar o setor de vendas? Na estratégia de inbound é muito importante entender o conceito de funil de vendas para tornar a passagem de um estágio para outro mais eficiente.

 

Nem todos os visitantes chegam ao seu site com o mesmo interesse, e às vezes, por uma falha no encaminhamento dado, acabam não se tornando clientes. E você sabe por quê? Pelo fato do funil de vendas ter três divisões: topo, meio e fundo. Ou seja, nem todas as pessoas que entram em seu site ou que curtem a sua publicação estão dispostas a comprar a sua solução naquele momento.

 

Conteúdo de topo

O volume de pessoas que chegam como visitantes (estão no topo do funil) vai diminuindo ao longo do processo de venda até saírem como clientes. Para isso, é muito importante que o conteúdo conduza a nutrição de leads. O conteúdo de topo é aquele mais genérico que é para, justamente, atrair os visitantes que se encaixam no seu mercado, sua persona.

 

Digamos que você trabalhe em uma empresa que vende software de gestão para empresas e tenha um blog corporativo. As pessoas que, por ventura, acessarem esse conteúdo são chamadas de suspect. Neste primeiro estágio, o supect está interessado em empresas que compartilham o que sabem e não o que vendem. Por exemplo, um post abordando dicas de ferramentas para otimizar o tempo ou falando sobre ações que podem ser adotadas para ser mais produtivo no trabalho. Assim, o objetivo do marketing de conteúdo nessa fase é gerar interesse o suficiente para motivar compartilhamentos e fazer com que o conteúdo se espalhe de uma pessoa para outra. Quanto mais pessoas ele atingir, maior a chance de transformar suspects em prospects.

 

Conteúdo de meio

Em outra ocasião, a mesma pessoa se interessou por um ebook sobre dicas tecnológicas de organização e, para obtê-lo gratuitamente, se cadastrou na sua landing page. Aqui ela passa de suspect para prospect, pois forneceu ativamente informações pessoais em troca de mais conteúdo. O conteúdo seguinte é voltado para o meio do funil de vendas, pois tem mais profundidade, fornece dicas práticas ao seu setor e resolve problemas reais da persona, ganhando a confiança dela.

 

Conteúdo de fundo

Por último, temos o conteúdo para o fundo de funil. Nesta última etapa, o conteúdo já é direcionado para o lead que está interessado em adquirir a sua solução. Por exemplo, um infográfico com dados comprovando o quanto a sua solução ajuda na gestão da equipe e na otimização de tempo da persona. O conteúdo é sobre a solução em si, suas funcionalidades e benefícios.

 

Quando o inbound marketing ajuda a colocar o time de vendas em contato com um lead, você terá criado uma grande oportunidade! Com esse trabalho de conteúdo seguindo topo, meio e fundo de funil o lead chega muito mais bem informado para os vendedores que conseguem reduzir o tempo do ciclo de vendas e tem seu tempo otimizado para gerar mais oportunidades.