Quando a crise aperta, a reação quase automática de muitas empresas é cortar o orçamento de marketing, como uma forma de se proteger dos dias incertos que estão por vir. Mas, essa pode ser uma das piores decisões, já que o marketing, principalmente o digital, pode ser um poderoso aliado. Veja, no post de hoje, como ele pode ajudar os negócios em tempo de crise a se manterem fortes!

Tem melhor custo-benefício

Especialmente quando comparado com o marketing tradicional, o marketing digital tem um custo-benefício bem melhor, até pelo fato de as campanhas serem feitas sob medida para os objetivos e condições da empresa em questão.
Na época da recessão econômica, isso é ainda mais valioso, já que os recursos são menores e devem ser usados com muito mais critério do que o normal.

Atinge o seu público-alvo

As pessoas nunca estiveram tão conectadas como atualmente. Já são mais de 3 bilhões de pessoas conectadas à internet pelo mundo e estima-se que a internet móvel já cubra praticamente 70% da população mundial. As redes sociais também têm notado um grande aumento no número de acessos, especialmente na América Latina.
Isso quer dizer que com a estratégia certa você pode atingir exatamente o público certo para seus produtos.

Dura por muito tempo

O custo baixo não é compensado negativamente por resultados rasos e de curto prazo. Muito pelo contrário, as ações de marketing digital podem durar muito tempo e render excelentes resultados no futuro, ainda mais quando são baseadas em criar valor real para o público por meio de conteúdo relevante, que não perde a utilidade depois de pouco tempo.

É facilmente mensurado

Outro ponto positivo dessa forma de marketing é a facilidade com que é possível mensurar os resultados obtidos. Afinal, de que adianta investir em algo e nunca saber se o investimento está tendo o retorno esperado?
Justamente por isso, existem muitas ferramentas de qualidade, algumas até gratuitas, como o Google Analytics, que fazem análises profundas e permitem avaliar cada detalhe da estratégia digital montada.

Pode ser automatizado

É natural que, durante a crise, as atividades fiquem mais enxutas e os recursos mais escassos. Por isso, tudo que for possível automatizar ajuda a aliviar a pressão, como é o caso do digital.
Com o planejamento adequado e uma boa execução, a automatização da estratégia ampliará o poder de fogo da empresa, ou seja, ela será capaz de conseguir mais resultados com menos recursos e profissionais, otimizando a capacidade de fazer negócios em tempos nada favoráveis.

É altamente customizável

Outro ponto vital ao investir durante essa fase é a capacidade de diversificar as ações ao máximo para aumentar as chances de sucesso, e o marketing digital realmente não te deixa preso: redes sociais, blogs e e-mail marketing são alguns dos canais em que você pode entrar de cabeça. Essa quantidade de opções torna as campanhas altamente customizáveis e dá mais confiança de que os resultados virão.

É escalável

Por fim, se as campanhas derem bons resultados, elas podem ser escaladas sem qualquer dificuldade conforme a situação melhorar, o que tem acontecido com muitas empresas que resolveram apostar no digital mesmo em períodos de apuro e depois se viram em posição bem melhor do que os concorrentes.

Realmente, a recessão afeta a todos e assusta tanto clientes quanto empresas. Ainda assim, por desenvolver uma boa estratégia de marketing digital, é possível fortalecer os negócios em tempo de crise e colher os frutos por muito tempo depois disso, diferentemente de quem simplesmente corta esse investimento e precisa refazer tudo depois.

Gostou de saber das vantagens do marketing digital durante a crise? Veja também como as empresas B2B e B2C no Brasil investem no inbound marketing!