Não faz muito tempo, um termo virou figurinha fácil nas discussões sobre marketing digital. Estamos falando do marketing de conteúdo, uma das principais estratégias do inbound marketing. Para muita gente ele ainda parece algo inacessível, ou que só as grandes empresas, com áreas de marketing e comunicação muito bem estruturadas, são capazes de fazer.

Pois chegou a hora de abrir a mente e quebrar esses paradigmas. Separamos 6 mitos sobre marketing de conteúdo para aqueles que acham que é algo muito distante e também para quem pensa que é muito simples de fazer.

Confira!

 

Difícil demais

Apenas os chefes podem/sabem produzir conteúdo sobre a empresa

Errado. Aliás, não é nem recomendado que seja assim. Centralizar a produção de conteúdo apenas nas lideranças não é uma estratégia saudável para a empresa, pois limita a produção dos materiais e deixa tudo mais ou menos com o mesmo tom. O ideal é promover essa interação para que diversos profissionais da empresa sejam estimulados a produzirem conteúdos. A estratégia pode até funcionar como uma forma de motivação, de fazer os colaboradores se sentirem estratégicos e importantes para o negócio.

Devo falar apenas de produtos e serviços

Outro mito. É o mesmo que encontrar com aquela pessoa que só sabe falar de si. Ela não acaba sendo meio chata e cansativa? Com as empresas também é assim, claro que passar por temas relacionados aos seus produtos e serviços é inevitável, porém, não é interessante que seja só isso. O ideal é abordar temas relacionados ao seu negócio e, principalmente, que possam ser relevantes para as outras pessoas. Então, a dica é: fale da sua empresa, mas não só dela.

Revelar informações da empresa pode ser perigoso

Ao produzir conteúdo relevante, sua empresa tem muito mais a ganhar do que perder: ganha em relacionamento, alcance, credibilidade, posicionamento etc. Lembre-se: revelar informações da sua empresa não fará com que ela perca a autoridade, muito pelo contrário, ela ficará ainda mais reconhecida como referência em determinado assunto. Agora, se a marca optar por não levar conteúdo aos seus públicos, ela deixará muito a desejar em relação ao seu marketing, e, além disso, corre sérios riscos de perder espaço para a concorrência.

Fácil demais

Se eu entendo do meu negócio, vai ser muito simples escrever dele

Doce engano. Fazer marketing de conteúdo passa por uma conquista: a confiança. E a confiança, como sabemos, é algo difícil de conseguir, e, quando perdido, mais difícil ainda de recuperar. Esse processo não acontece do dia para a noite e é preciso uma frequência de conteúdo para que as pessoas sintam confiança na empresa. Assim, elas irão associar a marca à credibilidade e referência para determinado assunto.

Qualquer um pode fazer

Pense bem: você delegaria a qualquer pessoa um cargo de responsabilidade da empresa? Se a resposta for não, a lógica é a mesma para o marketing de conteúdo. Escrever ou desenvolver qualquer material sobre a empresa é algo que exige competência e prepararo, pois você está levando a marca para outros canais e qualquer mensagem desalinhada nesse processo pode gerar sérios transtornos. Cada vez mais, essa atividade tem ficado com especialistas sobre o assunto e profissionais de comunicação.

É rápido

Se ele for executado muito rápido, é bom ficar alerta pois pode ter alguma coisa que não está sendo desenvolvida da melhor forma. Fazer marketing de conteúdo exige passar por diversas etapas, como desenvolvimento das estratégias de conteúdo, constante produção, distribuição e mensuração dos resultados e tudo isso leva um bom tempo para ser executado.

Agora, mão na massa! Se ficou com dúvidas sobre o assunto, acesse nosso e-book e saiba por que o conteúdo é rei.