Você sabe como levantar temas e até mesmo conteúdos de meio e fundo de funil junto às equipes internas da sua empresa? Pois é sobre isso que falaremos no post de hoje. Afinal, essa estratégia é fundamental para adquirir mais leads e melhorar a taxa de conversão — principalmente ao produzir conteúdo de qualidade, relevante e informativo para o seu potencial cliente.

No meio e fundo de funil ele está quase lá para concretizar a conversão, por isso se torna extremamente importante prestar atenção ao tom do conteúdo produzido. Confira!

Quem se preocupa com o funil?

Não há ninguém melhor do que aqueles que lidam com o negócio por dentro e diariamente para sugerir e trabalhar assuntos que dizem respeito aos produtos e serviços oferecidos (ou às soluções buscadas pelos consumidores). Os profissionais capacitados já conhecem o público-alvo e sabem como atender às expectativas e necessidades. Eles são, acima de tudo, especialistas nesses assuntos e conhecem com profundidade as dificuldades dos clientes.

Como o funil garante resultados?

É possível transformar esses conhecimentos em um conteúdo gerador de leads, ao criar e sugerir formatos de materiais que podem ser produzidos internamente.

É importante salientar que estamos dando tanto destaque ao conteúdo, por ser esse o material essencial para um funil de vendas. Para saber mais, leia o post “Saiba como o conteúdo pode ajudar na expansão dos negócios”.

Como produzir para o meio do funil?

É nessa parte que o conteúdo deve ser chamativo, para que o potencial cliente perceba que é você e não o concorrente que tem a solução que ele precisa para seus problemas. Claro que você não deve fazer isso explicitamente, porque é o leitor que deverá chegar nessa conclusão com uma ajudinha do conteúdo. Por meio dele você mostrará dados, análises e alternativas, sempre objetivando que o usuário compreenda que a sua solução é a melhor.

Ao adotar essa estratégia, você direcionará o seu leitor pelo seu conteúdo.

Calendário de publicação interna

É no meio do funil que você apresentará o tema, como por exemplo “aprenda a importância do marketing de conteúdo para o seu site corporativo”, e assim por diante. Outra forma de trabalhar com essa parte do funil é apresentando uma análise de soluções entre dois pontos, por exemplo: “programa de afiliados ou produtor digital?”. É importante que você permaneça um tanto quanto neutro para deixar o usuário tirar suas próprias conclusões. Afinal, você quer conquistá-lo, não é mesmo?

É no meio do funil que você pode criar um calendário de publicação interna, em que cada setor repassa temáticas para que a equipe de conteúdo consiga redigi-los a tempo.

O jeito ideal é conversar com a equipe e estipular metas, desenvolvendo um cronograma.

Aliás, é necessário engajar o time de redatores, motivando-os, dando oportunidades de bonificações, por exemplo, além de sempre avaliar, analisar e validar seu trabalho. Motivação é essencial para um conteúdo potente.

Como produzir para o fundo do funil?

Já quando se fala no conteúdo do fundo do funil, é preciso ainda mais atenção e muita determinação, pois ele determinará o fim da jornada do cliente. Algumas ideias que você pode elencar no conteúdo são cases de sucesso, relatórios de ROI, vídeos do produto que está vendendo e e-mail marketing. Se você produzir conteúdo de qualidade, converterá o leitor em cliente em instantes. Aqui vale dar uma dica: é preciso que a equipe de marketing esteja sempre atenta ao perfil do público-alvo. Isso é: direcione para quem realmente tenha interesse.

Como extrair conteúdo da equipe?

O que pode ser uma tarefa difícil é fazer com que a equipe se engaje, se envolva com as pautas, principalmente no meio e fundo do funil.

Uma das formas de fazer isso é promover rodadas de discussão com técnicos da área, para a equipe conteudista, de modo a provê-los com o máximo de informação, o que levará, sem dúvidas, ao melhor texto possível para a sua marca.

O marketing de conteúdo é um processo contínuo, estando presente em todas as etapas do funil e da jornada do cliente. O que muda são, justamente, as abordagens e o nível de profundidade de cada material, que servem como um ponto de estímulo do interesse do futuro cliente.

E você, o que achou dessa postagem? Já tinha pensado nessas características do conteúdo do funil? Comente aqui embaixo!