A internet tornou a troca de informações cada vez mais ágil. Por esse motivo, a eficiência é um atributo muito importante para que as empresas consigam melhores posições no mercado.

Hoje, os usuários desejam receber conteúdos voltados para as áreas de seu interesse e ter suas experiências otimizadas quando estão em sites e sistemas — e essas são apenas algumas situações em que a inteligência artificial pode ajudá-lo.

Tais contextos estão intimamente conectados com as técnicas e estratégias de marketing digital, uma vez que auxiliam no preparo de conteúdos e ações personalizadas para os usuários.

No post de hoje, explicaremos o que é inteligência artificial e demonstraremos como seus problemas podem ser resolvidos a partir dessa alternativa. Acompanhe!

 

O que é inteligência artificial?

A inteligência artificial (IA) pode ser definida como algoritmos que executam tarefas de forma parecida ao modo humano. A grande vantagem deles é a velocidade e a previsibilidade.

Esses algoritmos permitem, a partir do que é chamado de redes neurais, que as máquinas possam aprender com os resultados alcançados. O objetivo é simples: possibilitar a evolução contínua do trabalho.

Porém, como podemos imaginar, tais sistemas necessitam de treinamento para aprender a resolver os problemas desejados. Obviamente, os que utilizam as ferramentas comandadas por IA não precisam treiná-las, visto que isso é feito anteriormente por aqueles que controlam o sistema.

Entretanto, enquanto usa, você está automaticamente gerando dados que serão importantes para que a própria ferramenta possa aprimorar seu conhecimento.

 

Qual é a relação com o marketing digital?

Talvez você esteja se perguntando como podemos conectar a inteligência artificial com o marketing digital. A IA pode ajudá-lo a resolver problemas enfrentados no dia a dia em sua empresa.

 

Falta de personalização

Muitas vezes, nossos conteúdos pecam pela falta de personalização, tão desejada nos meios atuais. Embora façamos diversas pesquisas para entender o público-alvo, infelizmente há variações desse perfil.

Assim, dificilmente nossa personalização será tão assertiva ao ponto de entender os gostos mais profundos da persona. Por isso, a IA pode ajudá-lo a não só compreender aquilo que seus visitantes mais gostam, como apresentá-los em suas campanhas de marketing no próprio site e em e-mail marketing.

Falta de velocidade de ação

Além de entender profundamente o público, outra dificuldade está em ser veloz o suficiente para atingir os visitantes com a melhor qualidade possível.

A inteligência artificial pode ser utilizada para automatizar os processos, aumentar a produtividade e fazer com que os profissionais trabalhem naquilo que realmente é necessário.

Apresentaremos, agora, algumas ferramentas já disponíveis para que você possa usufruir dos benefícios da IA

 

Quais são os usos já disponíveis?

Muitas possibilidades estarão disponíveis somente daqui a alguns anos, mas já temos algumas ferramentas que podem ser utilizadas pela sua empresa, como:

 

Chatbots

A importância dos chats e aplicativos para bate papo é muito grande. Nós não apenas os utilizamos para trocar mensagens por diversão e conversar com amigos e parentes, mas também para falar com instituições.

Os consumidores, atualmente, esperam receber, por meio dessas ferramentas, atendimento rápido e com qualidade. Sendo assim, devemos assumir: esse tipo de conversa veio para ficar.

Para aproveitar a grande adesão a esse tipo de suporte, diversas companhias construíram robôs (bots), com o objetivo de conseguir uma comunicação mais rápida e de forma eficaz com seus clientes.

Um belo exemplo disso é o Bradesco, que possui um bot capaz de responder a mais de 50 mil questionamentos ligados a processos internos. Em ações de telemarketing, a empresa já possui um robô capaz de conversar diretamente com os clientes. Outro, do mesmo grupo, já é capaz de efetuar compras e receber pagamentos dos clientes.

Já sabemos, porém, que eles podem não ter ética ou moral em seus aprendizados. Um exemplo disso foi a Tay, produzida pela Microsoft. Em 2016, ela precisou ser desativada em seu primeiro dia de vida por ter utilizado conteúdo racista e xenofóbico em seus comentários.

Algumas informações demonstram a sua importância:

– há a expectativa de que já em 2020, na média, as pessoas conversem mais com bots do que com seus companheiros;
– no mesmo período, 1/5 das empresas terão equipes para operar sistemas de IA;
– na medicina, em 2016, computadores já conseguiram detectar 52% de casos cancerígenos até um ano antes do diagnóstico oficial.

 

Geração automatizada de conteúdo

Passar horas e horas escrevendo não deve ser uma atividade do futuro. Já existem empresas, como a Forbes, que conseguem produzir notícias a partir de seus dados financeiros.

O mais interessante é que a ferramenta utilizada pela companhia, a Quill, também está disponível para contratação. Segundo o próprio site, a intenção é transformar dados em narrativas que sejam inteligentes, automatizadas e tenham uma aparência humana.

Além disso, ela atua segundo os objetivos da empresa para fabricar os conteúdos. Dessa maneira, o robô age de forma flexível para ser relevante ao público-alvo.

Caso você queira criar um conteúdo que siga determinado modelo, como anúncios e relatórios, também é possível fazer isso a partir de ferramentas como o Wordsmith. Essa complexa alternativa funciona a partir de 4 etapas relativamente simples:

– adição dos dados
– escrita dos templates;
– visualização de modelos;
– publicação dos materiais.

 

Busca e recomendações personalizadas

Os algoritmos utilizados pela IA podem, facilmente, entender o histórico e os hábitos (de qualquer tipo, sejam esportivos ou de compras), para segmentar inteligentemente os clientes.

Dessa forma, pode-se oferecer produtos personalizados para o público a partir de seus hábitos ou suas compras recentes. Um bom exemplo de uso prático está na busca do Google, que tenta prever qual é o desejo do usuário.

Caso não seja suficiente, os dados da empresa brasileira Chaordic impressionam. Segundo eles, 95% das pessoas que efetuam compras online já foram impactadas pelas soluções oferecidas.

Além disso, estão presentes em 7 dos 10 maiores e-commerces do mercado. A companhia oferece soluções para pesquisas personalizadas, em que pessoas buscando pelos mesmos termos recebem respostas diferentes.

Outras possibilidades interessantes são a própria vitrine de produtos e o envio de e-mails — que também podem ser personalizados. Não devemos pensar que a inteligência artificial é o futuro da interação entre cliente e empresa (ou entre empresas). Pelo contrário: ela já realidade.

Assim, torna-se importante que as instituições já comecem a pensar (se ainda não o fizeram) em adotar algumas das ferramentas disponíveis, deixar a concorrência para trás e aumentar as vendas.

E você, está pensando em automatizar suas ações, aumentar a eficiência e gerar novas oportunidades para o seu negócio? A Next Idea pode ser o parceiro estratégico do seu negócio!