O processo de inbound marketing é muito importante para qualquer tipo de empresa. E no caso do setor da educação não poderia ser diferente! Mas se você está aí pensando que essa estratégia é complicada demais para sua instituição de ensino dar conta, precisa saber desde já que é, sim, possível! É verdade que o planejamento deve seguir uma série de etapas para ser eficiente, mas definitivamente não é nada fora do seu alcance ou desnecessariamente complexo.

Atua no setor de educação e se interessa em investir em inbound marketing para obter melhores resultados para sua empresa? Então confira nosso post de hoje:

Afinal, o que é esse tal de inbound marketing?

O inbound marketing permite que uma empresa tenha a sua disposição diversas ferramentas que podem ser utilizadas numa estratégia de atração de clientes. O processo é dividido em quatro etapas: atração, conversão, fechamento e fidelização. Em cada uma dessas etapas se utiliza uma ou mais estratégias para conseguir efetuar a conversão em vendas. Essa divisão serve para otimizar a vista completa do planejamento e também para determinar as ferramentas possíveis, assim como quem ficará responsável pelas respectivas execuções — o que é interessante para reduzir custos e aumentar a eficiência durante a aplicação.

Como aplicar o inbound marketing na educação?

A ideia do inbound marketing é usar a produção de conteúdo qualificado e relevante para educar a audiência. O setor de educação pode se beneficiar bastante de um investimento em blogs, e-books, campanhas de e-mail marketing e nas redes sociais, por exemplo. Num mercado competitivo uma instituição de ensino pode produzir uma série de materiais e guias estudantis que são ótimos para atrair possíveis candidatos. Esta estratégia de marketing é excelente para estreitar o relacionamento com possíveis alunos. Especialmente porque o público é um pouco carente de informações sobre carreira, mercado de trabalho e crédito estudantil.

Qual é o melhor jeito de aproveitar o conteúdo?

Independentemente das estratégias selecionadas para sua empresa, o marketing de conteúdo é o que servirá como pilar para seu desenvolvimento. É por meio dele que o gestor saberá como exatamente produzir os ativos de sua instituição. Informações cruciais relacionadas a concorrentes, personas e palavras-chave estarão devidamente documentadas nesse planejamento, que servirá como guia para o desenvolvimento de sua estratégia.

Para que você possa entender melhor o processo de inbound marketing vamos dar um exemplo do que poderia ser aplicado em uma instituição do setor de educação. De acordo com as etapas, teríamos:

Atração

Criar um blog com postagens relevantes de acordo com o público que pretende atingir é o primeiro passo. É possível desenvolver uma série de conteúdos que podem servir de auxílio para pretendentes a iniciar os estudos como artigos e criação de ebooks. Nestes casos, você não fará uma propaganda explícita da sua instituição, mas rodeará assuntos afins para que seu público-alvo entre em contato, conheça sua marca e reconheça sua autoridade no setor.

Uma campanha de anúncios segmentados também pode ser muito útil nessa etapa de atração, principalmente para empresas com certa urgência em resultados ou que necessitem de um bom volume de clientes em pouco tempo.

Conversão

O setor educacional tem uma vantagem em relação a outros negócios: a demanda por guias estudantis. Existe uma necessidade natural nesse setor por materiais que auxiliem na escolha de cursos ou carreiras, certo? Pois aproveitar essa oportunidade para produzir e-books para estudantes é uma ótima pedida! Aqui o cliente já está mais familiarizado com sua marca, disposto até a fornecer alguns dados pessoais em troca de um material mais completo e direcionado, por exemplo. Sua instituição de ensino começa a parecer uma opção razoável para a solução de seus problemas.

Fechamento

Nessa fase, se você soube criar conteúdos e campanhas direitinho, seus clientes chegarão ao estágio de fechamento ou conclusão de sua meta, que pode se traduzir em forma de matrículas. Nesse momento você deve saber como ofertar seu produto, oferecendo descontos e benefícios que o deixem realmente atraente. É a hora da venda propriamente dita, que em uma estratégia de inbound é muito menos agressiva que o normal. Afinal de contas, como a essa altura você já tem um perfil do cliente, consegue atingi-lo com muito mais facilidade.

Fidelização

Atenção: é interessante pensar em fidelização inclusive daqueles que não fecharam nenhum tipo de negócio com você, viu? É o caso de usar as redes sociais, o e-mail marketing e tantas outras ferramentas de comunicação para manter sua audiência aquecida. Dessa forma você consegue fidelizar mesmo aqueles que não fizeram inscrição nos seus cursos, criando uma espécie de lista de espera. Quem sabe em um futuro não muito longínquo o cenário mude, não é verdade?

Vale ressaltar que todas as etapas não só podem como devem ser monitoradas bem de perto , principalmente porque essa atitude serve para reduzir gastos e aumentar sua competitividade no mercado. Se seguir esses passos, você certamente conseguirá realizar seu planejamento sem maiores tropeços. De toda forma, se não se sente suficientemente seguro para encarar esse desafio por conta própria, entre em contato com uma agência especializada! Com profissionais gabaritados a seu lado simplesmente não tem como errar!

Quer ver como o processo de Inbound Marketing funciona na prática com resultados? Conheça o case da escola de negócios Sustentare.

E então, ficou ainda alguma dúvida sobre o assunto? Deixe um comentário aqui ou entre em contato conosco!