A cada ano que passa, o Google Analytics prova ser um dos melhores amigos dos profissionais de marketing que procuram resultados. A análise e os números dessa ferramenta ajudam o time a entender comportamentos, criar estratégias e mensurar resultados das táticas aplicadas.

Porém, existem alguns erros que podem acabar com qualquer estratégia de sucesso. Separamos 4 deles, que atrapalham profundamente os times de marketing ao utilizar o Analytics. Vamos descobrir quais são?

1. Não excluir o tráfego interno da sua análise

A sua própria equipe provavelmente acessa as páginas do seu site para garantir que a formatação, código e demais configurações estejam 100% funcionais. E é aí que mora o perigo!

O Analytics mensura todo e qualquer tráfego nos domínios e páginas configurados. Se o volume de acessos interno for muito alto, ele pode influenciar na mensuração dos resultados e no acompanhamento dos números.

Logo, é preciso excluir o tráfego interno da sua empresa do acompanhamento do Google Analytics. Felizmente, é muito simples fazer isso:

• Abra o Google e digite: “Encontre meu IP”;
• Clique em um dos resultados de pesquisa e você terá o seu IP;
• Abra o Analytics e vá em Administrador > Vista da Propriedade > Filtros;
• Por fim, crie um filtro para todos os IPs do seu time.

É importante ressaltar que isso só vale para IPs estáticos (que não se alteram), que são comuns em empresas.

2. Não criar vistas personalizadas para sua propriedade

Dentro de um site existem várias seções: blog, página inicial, talvez até uma loja. Porém, nem sempre as informações de todas elas devem ser analisadas em conjunto.

Por exemplo, é preciso acessar as informações do blog separadamente para entender mais sobre o seu marketing de conteúdo e as da loja para entender o comportamento de compra dos seus clientes.

Logo, é preciso criar vistas personalizadas para cada uma delas:

• Vá em Administrador > Vistas da Propriedade;
• Clique no box e selecione “criar nova vista da propriedade”;
• Nesta seção, dê um nome personalizado, para se organizar melhor, e selecione qual endereço específico será trackeado.

Uma boa sugestão é criar uma vista com todos os dados, uma apenas para o blog e outra com algum filtro específico de acordo com objetivos da sua estratégia — apenas para landing pages, por exemplo.

3. Não acompanhar o bounce rate das suas páginas

Para muitos profissionais de marketing, o bounce rate (taxa de saída de uma página) é a métrica mais importante dentro do Google Analytics. De modo simplificado, ele mostra quanto tempo um usuário permaneceu naquela página antes de fechá-la.

Logo, por meio dele é possível entender se as suas landing pages estão performando bem, se os seus posts estão sendo lidos e se as informações da sua página inicial prendem o leitor.

Para garantir que você não vai deixar de acompanhá-lo por esquecimento ou falta de tempo, uma sugestão é criar um relatório personalizado a ser recebido semanalmente com o bounce rate das suas principais páginas.

4. Não configurar goals

No marketing, objetivo é tudo. Todas as táticas adotadas devem ter um objetivo claro — do contrário, elas são apenas desperdício de dinheiro.

Por isso, um dos maiores erros no uso do Analytics é não definir goals dentro da ferramenta. Um goal é uma ação que você deseja que o usuário faça.

Por exemplo, se você quer acompanhar como está a conversão de uma landing page relacionada a um e-book, então você precisa mensurar quantos usuários chegaram até a página de agradecimento do download.

Para isso, tudo que você precisa fazer é ir até Administrador > Vista da Propriedade > Objetivos (ou Goals) e seguir as instruções. Nessa página você consegue definir qual endereço será acompanhado e qual é o objetivo a ser alcançado.

O Google Analytics é uma ferramenta extremamente valiosa para times de marketing. Ele ajuda a encontrar tendências, identificar erros e mensurar os resultados. Porém, esses 4 erros clássicos podem destruir a sua estratégia e impedir o seu time de alcançar seus objetivos!

Verifique se elas estão presentes no seu dia a dia e coloque nossas dicas em prática para corrigi-los o quanto antes!

Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber nossos conteúdos exclusivos direto no seu e-mail!

Guia: Como usar o SEO a favor do seu negócio