Conhecemos o funil como aquele utensílio de plástico ou alumínio usado para passar algum líquido para um recipiente com gargalo estreito, certo? No mundo dos negócios, o funil de vendas é uma metáfora visual bastante utilizada para representar a importância de cada fase do processo de compra.

Pensando nisso, o post de hoje apresentará informações sobre o funil de vendas e a autoridade que ele possui no processo de prospecção de clientes. Vamos conferir?

Marketing Digital

Com o avanço da internet, o marketing foi repaginado, englobando características antes demandadas ao setor comercial. Se as propagandas eram responsáveis somente pela atração do cliente, hoje todas as etapas do funil de vendas são atribuídas a um marketing eficiente.

Seja o seu negócio virtual ou não, é importante atrair, e o meio mais eficaz é a web, pois através dela você pode convencer as pessoas a acessarem seu site, blog ou perfil nas redes sociais, tornando-as potenciais clientes.

A precisão do funil de vendas

O funil representa o ciclo de vendas do negócio, mas na semelhança da imagem, pode desencadear o transtorno de um furacão, ou contribuir com uma análise minuciosa, como um binóculo. A partir dessa segunda perspectiva, confira as etapas do funil de vendas.

Topo

É a base que permite ao empreendedor, num primeiro momento, descobrir quem são seus potenciais clientes e gerar conteúdos ou propagandas relevantes, porém, superficiais, apenas para captar a atenção deles.

Se o objetivo é despertar o interesse, vale apresentar um problema que o cliente pode estar vivenciando, e oferecer ajuda para mantê-lo ligado antes de comprar. Um exemplo dessa fase é o direcionamento para os blogs, ou assinar a newsletter, cadastrando-se para receber maiores informações sobre a empresa.

Meio

O conteúdo do meio do funil deve fazer com que o cliente perceba que precisa sanar seu problema e, mais do que isso, considere o seu negócio como uma solução em potencial para o incômodo apresentado.

Nesse momento, ele está um pouco mais propenso à compra do que no início, portanto, é importante reforçar a intenção dele oferecendo uma variedade de produtos ou serviços. Dessa forma, você estará aprofundando na questão de forma mais específica, permitindo que ele escolha a opção mais adequada para o seu caso.

Fundo

Nesse ponto, o comprador pode ter a certeza de que a sua empresa está apta para resolver o problema dele, desde que você enfatize a qualidade e ofereça promoções ou possibilidades para se destacar dos concorrentes que ele já conhece. Nessa etapa é importante saber negociar de maneira sutil com o seu cliente.

Você pode ofertar um desconto para a primeira compra, valorizando novos clientes ou anunciando frete grátis para determinadas cidades. Uma vez que o foco na produtividade das vendas aumenta a lucratividade, o funil de vendas leva seu cliente para o carrinho de compras ou possibilita que ele se dirija até a sua loja física, já certo da decisão de fechar negócio.

Desenvolvimento inteligente

Antes de partir para o abraço e comemorar a receita, vale lembrar que nem todo mundo compra algo levado pelo mesmo motivo. Por isso é importante desenvolver um funil de vendas inteligente, fazendo uma análise cuidadosa do negócio acerca do comportamento do cliente, ao invés de atirar para todos os lados.

Além disso, essa jornada também permite que a empresa:

  • aumente a qualidade ou variedade dos produtos e serviços oferecidos;
  • invista em um planejamento de marketing mais competente;
  • solidifique o destaque em relação à concorrência;
  • capte novos clientes através das mídias digitais;
  • seja lembrada no futuro, caso a pessoa não possa comprar imediatamente.

Agora que você já conhece as principais táticas do funil de vendas, é hora de compartilhar o post com seus amigos para que descubram a importância dessa ferramenta para o sucesso nos negócios!