Se você procura algo no Google, encontra postagens em blogs. Nas redes sociais, seus amigos compartilham vídeos produzidos por marcas que eles gostam. Não é à toa que tantas empresas apostam no conteúdo: ele funciona!

Mas e se a sua empresa atua em um nicho muito específico?

Para um loja de roupas, falar sobre moda é fácil. Mas e se você vende parafusos para máquinas que fabricam embalagens? Trabalha com produtos químicos para agropecuária, aparelhos e ferramentas para dentistas? Como produzir conteúdos de nicho?

Separamos algumas dicas para você que considera sua área complicada demais. Sabe como deixar seu conteúdo interessante?

1. Todos têm algo a dizer

Nenhum nicho é tão específico que não tenha assuntos sobre os quais falar. Por isso, se você está sem ideias, siga veículos relacionados à sua área de atuação, de blogs a jornais especializados. Faça um bom trabalho de benchmarking e de networking!

Quanto mais contato com diferentes fontes você tiver, mais ideias. Mas não esqueça de colocá-las no papel: liste todos os conteúdos sobre os quais a sua empresa pode falar e seja flexível.

Um chaveiro, por exemplo, pode abordar temas que vão desde segurança residencial a dicas de organização para nunca mais perder as chaves do carro.

2. Gente interessada é melhor que muita gente

Em 2013, o Burguer King da Noruega ofereceu um Big Mac de graça para cada fã que “descurtisse” sua página no Facebook. 30 mil pessoas deixaram de seguir o Burguer King para ganhar um hambúrguer gratuito de seu maior concorrente, o McDonald`s. O que o Burguer King ganhou perdendo 30 mil fãs?

Ele ganhou um público qualificado — pessoas fiéis, que não o deixariam nem por comida grátis. Foi uma ação ousada, mas que ilustra bem nosso ponto: ter os seguidores certos é muito melhor do que ter muitos seguidores. São eles que fazem suas estratégias de marketing terem retorno.

Por isso, nunca se esqueça de seu público fiél e não hesite em oferecer conteúdo para ele, mesmo que seja muito específico. O público em geral dificilmente precisará saber como escolher o melhor adubo para a plantação. Mas o agricultor precisará. E quem vai comprar, no final das contas?

Invista em conteúdo de nicho, específico e técnico, sem medo.

3. Trabalhe com a linguagem

Sabe esse conteúdo específico que acabamos de mencionar? Ele pode se tornar bem mais acessível e atraente se postado na linguagem certa. E nisso a internet pode ajudar!

Além de criar textos em linguagem cotidiana e simples, explore imagens, infográficos e vídeos. E quando seu conteúdo estiver fácil de entender, até mesmo para quem não pertence ao seu nicho, quem sabe ele não passa a atrair um público mais amplo — como um casal montando uma horta em casa, no caso do tópico anterior?

4. Seja útil

Conteúdo útil sempre será interessante. Por isso, coloque a relevância no topo da sua lista de prioridades. Ela é muito importante na produção de conteúdo de nicho.

Deixe o conteúdo sobre seus produtos, serviços e empresa um pouco de lado e foque em como eles podem resolver os problemas do consumidor, como podem tornar sua vida melhor e mais fácil.

5. Mantenha a mente aberta

Inovar é preciso. A web é um mar de oportunidades e novas ferramentas surgem todos os dias. É preciso manter a cabeça aberta e ter disposição para testá-las. Aproveite que a maioria das ferramentas, na web, podem ser testadas a baixo custo: novas redes sociais, novas páginas no site, novos tipos de conteúdo.

Experimente! Você pode se surpreender produzindo um e-book, por exemplo, ou começando a usar o Instagram para a sua empresa.

Pronto para testar novos conteúdos? Assine nossa newsletter e receba mais dicas para uma estratégia de sucesso!