Uma boa estratégia de marketing digital precisa contar com as ferramentas certas para obter bons resultados, não é verdade? Uma landing page bem pensada é uma delas! A landing page é uma página de destino que possui um objetivo claro: levar o visitante a realizar uma ação. Mas como criar landing pages que sejam realmente boas? Se quer mesmo saber, continue acompanhando nosso post para conferir as dicas valiosíssimas que separamos para ajudá-lo nessa missão:

 

Deixe claro qual é a ação desejada

Independentemente de qual for a meta estabelecida para sua landing page, ela precisa estar clara. As aplicações mais comuns são para captura de e-mails e geração de leads. Em ambos os casos, uma ação é desejada: o preenchimento do formulário com os dados necessários. Para isso, destaque a ação em uma caixa, simplifique o formulário e o deixe bem visível, não restando dúvidas para o visitante sobre o que ele deve fazer a partir dali. Evite inserir menus e vários botões para que o usuário clique e mude seu foco. Lembre-se de que o único redirecionamento da sua página deve ser a ação que você deseja que o usuário pratique.

Use o poder do contraste a seu favor

Um dos grandes segredos de uma boa landing page é saber como usar cores fortes a seu favor. A dica aqui é destacar as áreas mais importantes da sua página com essas cores contrastantes. Por mais que não seja regra, o mais comum é destacar o ponto de conversão dentro da landing page. Assim, se você deseja capturar e-mails para sua newsletter, destaque, claro, o formulário de preenchimento de e-mail. Boas cores para criar esse destaque são laranja, azul ou verde. Mas se atente para não usar cores em excesso na sua página! Misture cores primárias com tons mais amenos, como os atemporais preto e cinza. Tente ter no máximo 3 cores diferentes para não poluir o visual.

Peça apenas informações relevantes

A maioria das landing pages — se não todas — possui um formulário para colher informações de seus visitantes. Mas algumas empresas aproveitam essa oportunidade para pedir um resumo completo da vida do visitante, o que não é uma boa ideia. Formulários extensos desviam a atenção do usuário e desestimulam quem está preenchendo. Por isso, limite-se a somente pedir informações que sejam realmente relevantes para seu negócio. Se você precisa apenas do nome e do e-mail dos visitantes, não há motivo para pedir telefone, endereço e em qual empresa trabalham, não concorda?

Crie chamadas para ação matadoras

O call to action é o principal caminho de ação da sua landing page, devendo ser, na verdade, o único redirecioamento da sua página. Chamadas matadoras são atraentes, contrastam com o resto e levam as pessoas a clicarem e interagirem. Parece promissor, certo? Então se esforce para criar textos que incitem a ação, provocando o visitante e estimulando a interação.

Conte com ferramentas facilitadoras

Por mais que já existam vários templates — gratuitos ou não — disponíveis na rede, a melhor solução é contar com ferramentas específicas para a criação de suas landing pages. As mais conhecidas são também usadas para a automação de marketing, como a RD Station e a Hubspot, mas também existem outras opções como o LeadPages e o Unbounce. A principal vantagem desses recursos está na otimização da criação das landing pages, diminuindo o número de cliques necessários para sua implementação e, consequentemente, encurtando o caminho até o fechamento de negócios!

Criou sua landing page, mas o resultado não cumpriu a promessa? Confira aqui e veja o que pode estar acontecendo de errado com sua tentativa e corrija qualquer falha já! E para continuar acompanhando nossas dicas e artigos, assine a newsletter e fique sempre em dia com o universo do inbound marketing!