Já não é novidade que a internet mudou o hábito de leitura de muitos com a praticidade e facilidade de acesso à informação. Passamos a ter acesso a uma rede mundial de informações, de qualquer lugar do mundo, com a distância reduzida a alguns cliques, seja do seu computador, tablet ou smartphone.

Segundo o estudo realizado pela agência britânica de marketing social We Are Social, em que foi divulgado o relatório Digital, Social e Mobile, de 2015, o Brasil é a terceira população do mundo na categoria de tempo gasto na internet, ficando atrás somente dos filipinos e dos tailandeses.

E, conforme a pesquisa realizada pelo portal Mídia Dados e o Grupo de Mídia de São Paulo:

  • Cerca de 71% dos brasileiros acessam blogs regularmente, com a média mundial sendo de 52%.

  • Passamos em média mais de 5h por dia na internet, quase o dobro do que na televisão.

Com toda essa competitividade e disputa por visibilidade, como fazer com que o leitor retorne ao seu blog e se torne um leitor assíduo? Pode ficar tranquilo que a gente listou as melhores dicas para que o blog que você criou passe a fazer parte da rotina do seu leitor.

  1. Conheça seus leitores

Você sabe exatamente para quem está escrevendo? Você sabe como seu leitor se comunica, conhece os outros blogs que ele visita, onde ele frequenta e o que ele digita na barra de busca do Google?

Ter um público definido é o primeiro passo para se comunicar de forma eficiente com seu leitor, seja ele adolescentes que amam maquiagem ou CEOs procurando dicas de gestão. Para que esse público fique mais palpável, é fundamental que você crie personas, estratégia do Inbound Marketing, que são arquétipos bem definidos do seu leitor. Para isso, você precisa:

  • Pesquisar os seus leitores. Procure saber quais assuntos eles têm maior interesse e qual a linguagem e formato é o ideal (listas, tutoriais, cases de sucesso).

  • Use dados analíticos. Não use estereótipos nem informações baseadas no “achismo”. Suas personas devem ser representações fiéis dos seus leitores.

  • Quanto mais você saber, melhor. Quanto mais você conhecer sobre ela, mais fácil fica a comunicação. Se precisar, crie mais de uma, desde que todas sejam feitas da forma mais completa possível.

2. Facilite a leitura

Você já deve ter acessado aquele site colorido, com dezenas de banners, enormes blocos de textos e pop-ups fazendo com que você se disperse da leitura frequentemente.

Apenas uma dessas características já é o suficiente para que o leitor desista de continuar a leitura e vá procurar outra fonte de informação. Para não correr esse risco, é preciso seguir as seguintes regras:

  • Menos é mais. Opte por um layout simples e minimalista e que não incomode a visão. Escolha fontes apropriadas para leitura e cores que facilitem a visualização.

  • Não canse seu leitor. Não faça frases muitos longas ou complexas que fazem com que o público se perca no texto. Dê pausas e separe a informação em parágrafos menores.
  • Permita a escaneabilidade. Destaque os pontos principais, e organize os tópicos em subtítulos e listas. Assim o seu texto fica mais claro e objetivo e o leitor vai conseguir digerir melhor as informações.
  • O principal do espetáculo é o conteúdo. Evite interrupções no meio do seu texto. Somente acrescente o que for beneficiar a informação.

Prefira um layout simples, com fontes claras, com uma paleta de cores que favoreça a leitura e não precise de tanto esforço para ser lido. Não precisa sempre seguir o clássico do preto no branco mas aqui vale a lei do “menos é mais”.

3. Otimize o seu blog

Imagine uma biblioteca onde os livros estão dispostos aleatoriamente nas prateleiras? Ou uma em que não há prateleiras? O processo de achar o livro ou até mesmo a informação desejada em algum deles seria algo extremamente difícil e quase impraticável.
Assim como se deve facilitar a leitura, devemos também otimizar a navegação e a exploração do conteúdo em seus posts com estratégias de SEO.
Deixe ferramentas como a opção de busca e os top posts em um local de fácil visibilidade, dedique uma área com postagens similares e/ou recomendadas. Isso vai fazer com que ele continue encontrando conteúdo interessante e que o leitor se sinta motivado a continuar lendo seus posts.

4. Poste regularmente

Você assinaria uma revista sem saber quando e com que frequência ela estaria disponível para você? Mantendo uma postagem regular, seja ela diária, mensal ou semanalmente, você cria uma razão para que o leitor retorne, assine e siga suas postagens, assim como fazemos com jornais e revistas.

A quantidade e a frequência ideal das publicações é você quem determina. Tente equilibrar o quanto você consegue produzir sem prejudicar a qualidade e o conteúdo das postagens, afinal, não adianta ter milhares de postagens com conteúdo que não interessa ao seu público.

Você ainda pode balancear os períodos, salvando textos em rascunho para quando a produtividade não estiver tão alta. O importante é determinar uma rotina de postagens que você consiga seguir.

5. Incentive a interação

Seja qual for o objetivo (gerar visibilidade, educar ou aumentar o engajamento), crie o que chamamos de call-to-actions. Essas chamadas servem como guias para o leitor clicar e realizar ações como “assine a newsletter” e “baixe o e-book” ou apenas para incentivar os comentários no post.

Estimule sempre a interação nos posts, disponibilizando um espaço para que os leitores possam comentar e deixar sua opinião e sempre que possível responda aos comentários e às críticas.

Até mesmo os comentários negativos já demonstram algum engajamento e deletar ou ignorar a crítica pode ser interpretado como descaso pelos leitores.

Além disso, deixe sempre disponível e visível os botões de compartilhamento para as redes sociais e e-mail.

Segundo um estudo do The New York Times, 94% das pessoas compartilham materiais que elas acreditam ser úteis ao recipiente e 68% compartilham o que vai passar às outras pessoas uma melhor ideia do que eles são e dos seus interesses.

Agora, faça a seguinte pergunta a você mesmo: você publica muitos posts interessantes (nunca se esqueça de focar na sua persona), de fácil leitura, com chamadas que motivam seu leitor a compartilhar e continuar lendo as informações dos seus posts?

Se a resposta for sim, quer dizer que você está seguindo os passos corretamente e seus visitantes se tornarão leitores fiéis ou evangelizadores em breve. Se não, mãos à obra!

Esse texto foi escrito por Diose Almeida da Rock Content.